Tag Archives: Salt Cover

Acaboooolll! A novela

15 maio

Que novela? Estamos falando de Morta de Fome, a sensacional novela escrita por Manual Carlos. Vejam os melhores jumentos! Dá o play, Maca!
Elena (Araís Tarujo) termina como lutadora de capoeira em Strete Fáighter IIIrd Stráike, com um visual muito diferente do qual começou a novela: de cabelos brancos. E sem Gressín 3000! Belo trabalho dos dublês. “De cabelos brancos, mas um pau de virar tripa! Afinal ela é… Morta de Fome!”, diz o locutor Dirceu Sem Cabelo (ué, o que ele tem a ver com isso aqui?)
Trereza (Lena Cabral) encontra Elena antes de uma luta e faz o “corta aqui”, ou o underline, vertical bar, underline, ou ainda o mini hang-loose para quem, segundo ela, deixou sua filha tendo algo em comum com o Supermém (e não é o fato de voar). Elena não tem outra saída a não ser o alívio de que já já vai passar os créditos e começar o Cover Repórter. E rápido, antes que ela termine o workshop que ela começa a tomar com Nasaré Tedesco (Henata Sorrar, em participação especial).
Lussiana Jimenes (Marine Oraes) estava tetrapplégica (isto é, tinha um AiFone, um AiPod, um AiPéde e um Finkipede na bolsa, quatro produtos da Ápple, usados por ela para escrever em seu Tumblr, “P#$%ra, Lussiana!”). Mas tudo muda quando ela se perde na cidade de São Paulo e vai parar naquele lugar onde gravam os programas do Canal 21. Após ser abraçada por um homem de chapéu que ela nunca viu antes, ela volta a andar, vira dona de 5 empresas, passa a ter uma casa mais bonita que a do Fagrundes da novela das 7, e termina grávida de trigêmeos de…
– Pois é. Migué (Mateus Lunando) fica surpreso ao descobrir que os bebês que Lussiana espera são de seu chefe, o dr. Gregory Hause. Em estado de choque, Migué acaba contraindo lupus. Seu irmão, Djalma Jorge, para cuidar dele, passa a ser enfermeiro e passa a ser assediado pelos Irmãos Uárner.
Dora a Exploradora (Antoniana Giovanelli) chega a um ponto em que tem que comprovar a parternidade de seu filho com Go, Diego Armando Maradona, Go (Luigi José Paz). E para tanto, vai ao consultório do Dr. Carlos Massa pedir um Inzame de BNH. O resultado… bem, como todos já viram mesmo, foi que o coral regido por Jorjão Calos Parintins cantou “Herzlichen Glückwunsch Papa!” (Parabéns pro Papai), BWV 171, de Beethozart, para entusiasmo da torcida do River Plate.
Rapa Ela (Clara Kastanho), a outra filha de Dora, termina a novela conseguindo o tão sonhado emprego no Estúdio Q do Projeca, o de apresentar o telejornal game-show Bom Dia Brasil e Companhia. “Pleystêchon! Pleystêchon-chon!”
– De resto, temos o usuel nas novelas de Manoal: Stefhany se casa com Alexandre Pato, mesmo ele sendo de outra casta. Vovó Mafalda aplaude, emocionada, a formatura de Garoto Juca. Maria Joaquina rende-se finalmente aos encantos de Cirilo. E Picapáu parte para uma longa viagem ao lado de Zeca Urublue. Goku e Chichi se casam na Nossa Senhora do Brasil.  Chun-Li fica a ver navios no Estaleiro Verolme. E Huguinho, Zezinho e Luizinho dão adeus à Supernnanny.
E dá-lhe cenas do Pão de Açúcar e do Corcovado ao som de bossa nova: “Quais quais quais quais… Pascarigudum, pascarigudum, pascarigudum! Não posso ficar…

Pois é, e esta foi Morta de Fome, a novela mais assistida do Brasil – sim, porquê no mesmo horário passa telejornal, desenho animado e reality show, e estes são muito mais assistidos, mas fica quieto…

Anúncios

12 de dezembro, um dia para grandes encontros

12 dez

A partir do meio-dia, tem evento no restaurante tex-mex Chilango -Rua da Consolação, 2731, esquina com a Alameda Jaú, Jardins, San Pablo, SP!

Um evento que reunirá fãs de Chaves e Chapolin, com a participação de alguns dos dubladores da série. Incluindo o inédito em eventos Osmiro Campos (o professor Girafales) e o encontro das duas dubladoras da Chiquinha (Sandra Marah e Cecília Lemes). Além, claro, do Berriel, que já está no ar com seu primeiro personagem sem ter nada a ver com as séries CH: o Michael Knight de “A Nova Super Máquina”.
(PS: Chaves tem tudo a ver com a Cover, nosso vídeo mais assistido no YT é com ele, várias vezes por dia…)

Arram. E mais alguém.

Um certo homem barbudo e careca – e o que tem de careca tem de sem vergonha, segundo a Dona Florinda – estará com uma honorável filmadora prateada nas mãos. Ou se esbaldando com os produtos do Chilango.
Dizem que ele tem muito a ver com a Salt Cover. Dizem.

Não espalhe por aí, mas…

19 abr

Desde o último dia 14 de abril, o meu computador teve o Oíndols reinstalado pela QUINTA vez – e espero que seja a última, quero logo comprar um computador zero quilômetro, não aguento mais este РС [Farias] safra 2003.

Com isso, eu pude finalmente, depois de mais de um ano de sofrimento, reinstalar um famoso pograma-lhes de efeitos visuais que, como posso dizer, tudo o que você viu da Salt Cover, mais da metade foi por causa desse programa – o restante foi por causa de um programa de arte vetorial e mais outro, de computação gráfica.
Ainda mais porque, graças a um grande site que phez parte das nossas vidas, descobri o universo das vinhetas que eram feitas sem computação gráfica digital em três dimensões – sim, a computação gráfica analógica em duas dimensões ecsiste!! E existiu durante muitos anos, em todas as emissoras de TV dos EUA, algumas da Europa e pelo menos as matrizes de todas as TVs brasileiras (tem uma vinheta da RBS TV também que eu acho que é assim).
O programa em questão consegue fazer uma boa imitação de alguns desses efeitos especiais, nas duas “escolas” que eles tiveram: a das vinhetas estilo osciloscópio (tidas como bregas), e a dos efeitos metálicos, luminosos e de refração (tidas como retrô, embora muitos estúdios de cinema ainda as utilizem). Achava que isso não era possível, mas cheguei a conclusão de que é, e sem ρļųģ-ıпѕ!

Mas devido a uma série de decisões equivocadas, em fevereiro de 2008, eu não pude mais utilizá-lo. E acabei me dedicando ao trabalho que… pode até pagar o leitinho das crianças (ou o doce de leite do pai delas, já que elas, em si, ainda não existem), mas não me satisfaz quanto a reação positiva da galera aos vídeos que eu fazia. (Aliás, paga isso mas não paga site .com, porquê eu sou autônomo e não posso ter сагтǎο ₫℮ сяёםιто internacional!)

Isso quer dizer que “os vídeos da Salt Cover estão de volta”?
Calma, cocada, não necessariamente. Em 2009 estou trabalhando quase 3 vezes mais do que em 2008, a ponto de em breve o meu salário ser aumentado. Se houverem vídeos, vai ser algo sendo feito aos poucos, e com aquele diferencial que você já sabe (não sabe? Quem mandou só ler posts de 2004 nos nossos blogs, mané?): os vídeos serão disponibilizados em ħо$реdαδοгєѕ d& arqüivºs, que não сєпѕцгαм conteúdo de produções derivativas – e muito menos coisas 100% originais, como o Zicky Zira ou tentativas de animação com a Rosalyn. Ou seja, os vídeos passam de públicos a semi-privados.
Na primeira vez que eu fiz isso muita gente me perguntou “Posso pôr o vídeo no site Y?” sendo que era justamente para NÃO fazer isso… Com os ħоѕреdαδοгєѕ, o meu sonho de ter um esquema parecido com o de antigos sites de vídeo como MuyLoco, VaiVC , PdRTV ToscoPágina do Rafinha tornou-se realidade. Muita gente afirma que o “vídeo on-line via Internet” seria apenas mais uma bolha. Esses sites apostavam era no ðσшпļοәđ de vídeos, através do gradual crescimento da banda larga. Não sei, mas nada me impede de tentar esse esquema alternativo – aliás, por esse esquema alternativo (na visão do gênio incompreendido Daniel) muito mais gente fica por dentro de OUTROS programas de TV, inclusive alguns que existem de verdade…

Claro que, circulando fora de determinados sites, vai ficar mais difícil ter inspiração. É provável que a maioria das pessoas nem entenda do que estamos a tirar ѕагѓо. Por isso a Salt Cover, quando e se voltar, será muito mais original, tendo apenas referências, mais ou menos como os Ѕιπρςσлѕ, que não são “paródicos”, como era o desenho Walter Melon (procure por aí, esse chegou a passar na Globo em 1995). Mas fontes de inspiração, como direi, ainda hão: o site Memória Globo, por exemplo. Fora o que pode ser encontrado por aí nas redes da vida. Enquanto tive acesso á elas (já usei Δцδιοģəlαҳұ – só tinha músicas – Иаρѕтεґ ,  Ќәζαа, Μоѓρнεцѕ, Ѕнагεάzа є Ļιмεωіґє, demorei uns 10 minutos pra escrever isso…) confesso que nunca procurei por “vinhetas de emissoras de TV”, mas não duvido que haja algo assim vagando por aí. Além do mais, coisas muito boas daquela época foram gravadas por mim, direto do site Y, em VHS (pino de video out, benedictus est).

Mas e os outros sites? Eu nem sei se o site V e o site D ainda estão no ar. Até desativei o recurso Snapshot nos meus blogs só por causa disso, só pra não me deparar com um 404 involuntário. SEEE eu tiver alguma alternativa, queria que fosse em um site novo, e no esquema que eu falei aí em cima, um humor mais original.

Enfim, não conte pra ninguém, mas é provável que a Salt Cover volte ao ar. Quem sabe? Vamos torcer!

(PS: Só uma pregunta. Porquê no Teletube, que os caras escrevem uma porção de bobagens, tem no mínimo 20 comentários pra cada post e aqui eu ainda não cheguei a 10?…)

TV Salt Cover é homenageada nos ÊUA!

28 jan

lata_salt_coverParece brincadeira, e realmente, parece! A TV Salt Cover foi homenageada nos EUA com o novo visual das latinhas da Pepsi que circulam naquela nacción que fica em algum lugar que eu esqueci, entre o Canadá e o México.
Representando as Desorganizações Salt Cover, o diretor executivo Valter Clark Griswold recebeu a nova lata das mãos do presidente da empresa, Sr. Lewis Ignatius Lule of the Silve, em uma cerimônia realizada ontem, em Nueva Yuerk. Só que ele teve que pagar US$ 2,75 pela lata, devido à crise mundial eles não puderam dar a lata de grátis… mas tudo bem.

“É um grande privilégio. Pensávamos ser homenageados pela Dólly, ou pelo Guaraná Jesus Christ Lamb of God do Maranhão, que sempre foram grandes anunciantes nossos”, diz Valter Clark Griswold. “Nunca pela principal rival da… hã… aquele vermelhinho! É, esse aí. Que bom, digo, Nestlê, que isso aconteceu. É a prova de que não precisamos ter nossos personagens publicados pela Darvel ou pela Descer Cômics para sermos homenageados nos EUA (clichê de alguns blogs que a gente anda lendo, desculrpem aê caros leitores!)!”
Então, já sabe. Bebeu nada? *NÃO!* Tá com sede? *TÔ!* Tome Salt Cover que eu já tomei! Tome Salt Cover que eu já can-seeeei!!! *burp*! Salt Cover, a escolha da nova geracção!