Tag Archives: Entre Vista

Entre Vista: Hector Inspector fala sobre Epic Zicky!

29 jun

DA REDAÇÃO

A sua arrivista Calção Games conseguiu uma entrevista exclusiva. Infelizmente não é com Ganmar, nem com Neyso, muito menos com o técnico Thunga (não confundir com aquela personagem gordinha do Maurício Ricardo de Souza). Mas tudo bem, porquê nenhum desses aí entende de games mesmo… Estamos-nos referindo-nos à-nos Hector Inspector, o mega-hiper-blaster-doublecheese com molho barbecue designer de games! Que criou alguns games que vocês conheçam, como Brikzo!, Espace Invaders do Espaço, Os Samurais Ninjas do Arizona, entre tantos outros que eu não me lembro.
Hector recebeu nossa reportagem no palco do OfficeDepot Centre, onde mostrou para toda a imprensa como é que se tratam profissionais do jornalismos previews do game mais esperado da temporada, Epic Zicky, que marca a volta aos games do inesquecível personagem Zicky Zira, depois de um pequeno afastamento de 3 meses.

>> Hector, podemos dizer que Epic Zicky é o gâme do século?
<< Já ouvi muito isso. Primeiro, diziam que Bob Esfirra era o gâme do século. Depois, que era New Çuper Nário Boys. Depois, que era JTA III. Ou que era Streep Fighter IV, com aquela talentosa atriz. Ou ainda que era o Bem Tem, sei lá. Não. Nenhum desses é o game do século. O game do século é Epic Zicky!
>> Onde você nasceu mesmo?
<< Santiago del Estero, mas isso não vem ao caso. Somente em Epic Zicky, os cogumelos que você encontra podem levá-lo à outras dimensões. Para quê se contentar com X, Y e Z, quando você também pode ter W, V e U?… E aquele tal de Joshua é um Poquemôn. Zicky comanda um Tirrécs de verdade, desenhado por aquele cara do DeviantArte que não fala com ninguém e diz “dont steel my arte”, umas coisas assim.
>> Ok, ok. É verdade que foi você, e não a Valter Trisney Bar e Lanches Ltda. (também conhecida como Valter Trisney Corporêixon)  que teve a ideia de colocar o personagem supremo de frango Zicky Zira?
<< Realmente. Sabe, ele estava meio esquecido, lá na dele, meio como parte do passado, quase que virando um Woger Wabbit… Sacanárre. Woger tem 130 anos a menos. A nobreza européia nem viu “Uma Salada para Woger Wabbit”, nem na Sessão Confusão!
>> Tá, você se interessou em Zicky, e aí?
<< Não foi fácil convencer o Trisney. Foi uma dureza achar o telefone do Valter Trisney Neto, só tem um, na casa dele, que faz TRIIIMM. Aí quando eu finalmente consigo falar ele ficou naquele lariado: ‘Olha, a gente já tem 23 bilhões de dólares em patrimônio, tá muito bom, deixa assim…’ Dá pra acreditar que foi esse cara que inventou aquela história da “piscina de dinheiro”? Levamos 15 apresentações em Páuer Point e diversas pesquisas de mercado, feitas no Econ aqui da esquina, pra convencê-los de que eles poderiam faturar um pouco mais apostando no nosso projeto. Dobramos o véio, e, olha, agora dá pra enviar pelo correio.
>> E não é só Zicky que está no game, né? Tem outros personagens Trisney?
<< Tem. O Patso Ronald, aquele locutor de rádio… o AlphaTeta, aquele sujeito alto pra danar… enfim, trocentos. Principalmente aqueles mais obscuros, que a gente se apaixona por eles, e eles nem notam isso, como aquela ursa, a Rachel Cânningham, e é claro, a minha paixão oculta, a Fela (de “A Bera & a Fela”.) Mas eles foram hiper gente fina, deixaram a gente mudar a roupa de alguns, tirar a de outros, vários deles foram dublados pelo meu sobrinho que é locutor de rodeio, enfim, foi sensacional.
>> whgm…
<< Cê tá pálido, o que houve?
>> Hã… esquece. Que novidades o jogador poderá encontrar em Epic Zicky?

<< Com certeza, um gameplay de primeira. Tão bom que é, praticamente, um gameREC. Zicky é comandado pelos seus movimentos no Wümote. É assim, intuitivo. A minha sogra chegou na fase 7!!!
>> Ô loco, meu, essa fera aí, meu!
<< E aí ele pode pular, saltar, rodopiar, dar salto mortal tipo os Páuer Renjers, fazer ásanas de yoga e até aqueles números de contorcionismo do Cirque do Soléu. E por aí vai! São 5 gigas de programação só pra essa parte!
>> Nem sabia que o Zicky fazia isso.
<< Mas faz! Foi o Valter Trisney Neto que me disse: “Exceto criar os céus e a terra, e perdoar os pecados dos homens salvando suas almas, Zicky Zira pode fazer tudo!” É o que faz ele se identificar com as pessoas, sobretudo as que tem depressão, que acabam vendo ele cantando e dançando bem pra caramba, e ficando com vontade de se matar.
>> Peraí. Então isso explica aquela parte onde a Fghèra (personagem feminina da mesma espécie de Zicky Zira) aparece toda diferente… é que não é a Fghèra, é ELE MESMO !!!
<< Como crossdresser, um dos hobbies preferidos do falecido Valter Trisney Jr. Nunca notou que dona Nancy Trisney tinha a mesma altura dele? Pois é.
>> Ah… bem… sim… bem… onde estávamos? Ah sim. Que surpresas os jogadores poderão ter com Epic Zicky?
<< Olha, gente, só podemos dizer que Zicky, como já dissemos, anda, fala, tem trocentas expressões faciais e por aí vai. O resto é tudo spoiler, procês verem como é revolucionário o negócio.
>> Revolucionário? Mais revolucionário é aquele pessoal criticado pelo Olalho de Carvavo no programa True Loudspeak! Mas enfim, cada um com seu cada um. Agora, o que interessa é o seguinte. Zicky é um ícone da cultura pop, mas em games, ainda perde para Zonic e Nário Boys. Este jogo estará los-colocando-los em-seus devidos lugares?
<< Depende. Ele não é ainda um ícone da cultura pop, não. Ele foi pintado por Andy Panda Warhol, mas falta ele se tornar uma camiseta daquela griffe, a Cavaleira!
>> Você estava pensando em fazer o Epic Zicky para o Não Intendo Wü?

<< Não. Nosso projeto, na verdade, era um game para Super Não Intendo. E começamos 4 meses antes do projeto Duque Nuquem no Forévis, hein? Aí conversa vai, conversa vem, as coisas vão mudando…
>> O game mudou muito desde seus estágios iniciais?
<< Qualé, tá me chamando de modder? Eu sou espada! Aqui é no Assembly, meu filho! Aqui é Bloco de Notas!
>> Dáblio tê efe?!
<< Aqui, ó! Neste bloco que eu faço os rascunhos dos personagens… em lápis de cor, e tudo o mais!
>> Ah, bom!… Voltando ao asssunto dos consóles (de videógame, seus mentecaptos!), para quais outros sistemas pode sair o Epic Zicky?
<< Vai ser um game exclusivo. Vai sair só pra P$P, Preystêicho 3, Não Indendo DZ, Brick Game ∞-in-1 e Méque OS Leonard. O Valter Trisney Neto tava sugerindo até que tivesse pra Linúcs! Esse cara é doido, fala a verdade…
>> Quem nos dera se houvessem mais doidos como ele! Asterics Bastos para a Calção Games, que está dentro do porta-revistas do banheiro da Salt Cover!

Anúncios

ESCRUSÍVEL! Entre Vista com Barraco OdaraObama!

5 nov

Bem amigos da Salt Coverrrr, estamos aqui, no limite extremo da nossa alegria. Vamos entrevistar, em Primeiramão, os melhores classificados nas bancas, o novo, o novo, o NOOOVO presidente dos Estados Unidos da América. Como dizem os americanos, “God Bless the Queen”! Boa noite, Barraco!
– Boa noite, Galvão, você de casa…
– Barraco, como foi mmmmais esta vitória?
– Foi uma vitória vitoriosa. Nunca antes na história deste país, o povo votou com tanta consciência, votou com o coração no bico da caneta. Parabéns, povo americano. Vamos juntos. Vamos em frente!
– Faça a sua festa, torcida americana! Barraco, e os projetos sociais?
– Com certeza, Estados Unidos. Vamos implementar o Purse Family, onde cada família vai ter um alforje onde guardar seus pertences, também vamos fazer o Zero Hunger, onde qualquer um que tiver fome, mostra a carteirinha no Mec Duënalds ou no Burger President e paga no final do mês em qualquer agência do Banco dos Estados Unidos, ou da Federal Economic Box. E também, gente, tem o Growth Acceleration Plan, o PAC, que é aquela bolinha que come outras bolinhas menores para poder comer os fantasmas no labirinto.
– Haaaaja coração, amigo! E o desemprego?
– Poisé, Galpão, aí já é uma questão mais complicada… Mas, agora eu já posso falar do nosso outro projeto, o FPTCE, uma sigla complicada que em português é Plano de Fomento ao Emprego de Terceira Classe. É uma série de incentivos fiscais para, meu amigo, minha amiga, incentivar o emprego de terceira classe entre americanos. Isso mesmo, você, que nasceu aqui neste país e sempre curtiu isso pra tira uma com a cara daquele pessoal dos outros países que vai na Trisneylând, você que pára tudo no dia 4 de julho, que come torta de maçã, hamburger e batatas fritas, agora vai ter o privilégio de estufar bonequinho da Trisney, pintar brinquedinho do Mec Lanche Feliz, colar e costurar tênis da Mike, para que, no final, você possa desfrutar de mais produtos onde possamos escrevaer: Meide in iúessêi! Pra quê, gente, pra quê dar a chance daqueles vietnamitas, indianos, chineses e taiwaneses, de fazerem um trabalho ροгсо e não escreverem o nome do nosso país na etiquetinha, e vender tudo aqui pra nós de novo? Vamos lá, gente, com muito trabalho, reerguer esta nação, e se cada um fizer a sua parte, empregos não hão de faltar!
– Seeensacional, amigo! Haaaaja coração! E o Brrrasil, Barraco?
– Brasil?
– É, aquele país, lá na América do Sul, que tinha um presidente que não precisava de intérprete, aí depois veio um barbudo??
– Deixa ver… Lambada! E… como que chama aqueles parquinho de diversão que tem lá na roça, é… Carnival! Carnival, isso! Ê, muita gente gosta do carnival.
– O Brasil te ama, Barraco! Manda um hrrrrecado pro Brasil!
– Bom, hã… Muito obrigado a todos vocês, esperamos em breve voc… quer dizer, continuem aí mesmo, e, pellamordeDeus, comprem mais CDs! Muito obrigado.
Ok. E pra você que está nos EUA, não percam, semana que vem, na NBS, segunda-cesta as 7 da manhã, o Xou da Xara Palin! E agooora, presidente… Eu quero ouvirrrr… o som do Olo Doom!!! Ficamos por aqui. Coverr e você, naaaaaada a ver! Dança, presidente!
– *Ô ôô oô… mariá laiô… Obama, obama, obama…*