Arquivo | agosto, 2015

Às vezes, as paródias vão longe demais…

4 ago

Quando as paródias vão longe demais 1

Quando as paródias vão longe demais 2

Talvez 0,2% do público vai entender a piada, mas o prédio que foi parodiado tem o número 303, e 404, na Internet, representa algo que ‘non ecsíste’, como é o nosso caso, digo…

Curiosidade… Isso não foi difícil. Difícil é criar ambientes que não existem (como os estúdios do ProZac, que vocês conhecerão em breve), a partir do zero – ou coisas não tão retilíneas, como as mãos dos meus personagens, que eu estou apanhando até agora.

Isso só perde para uma coisa que eu quase fiz. Eu quase comprei um microfone ElectroVoice RE-50 – esse aqui, que você já viu na mão de vários repórteres de verdade.  E tem ainda um bem mais restrito, o Electro-Voice RE11 – sabe aquela música “Papai, eu quero me casar”, dos Trapalhões? Pois é. O pior é que eu já vi um RE11 de perto, e era provavelmente da mesma época, todo enferrujado…

Esse post eu ia põr no Tumblr, mas como é da Cover, vai aqui mêrrmo!

Anúncios