Tag Archives: prantão

São Paulo, horjemte! Secou o lago do Parque da Acrimação

1 mar

Os freqöentadores do Parque da Acrimação em São Paulo tiveram uma desagradável surpresa, e sem Quinder Ovo. Na tarde do último dia 29 de fevereiro, as águas do lago do parque abaixaram e o lago secou. Peixes agonizavam em meio à lama ao solo da nossa pátria e eram recolhidos por servidores privados, enquanto que os servidores públicos só observavam. “Vaaaabos, me ajudem a rrrecolher estes peeeeixeeess!!!”, dizia um frequentador do parque que se identificou como Bob. “Não percebem? Eles podem… Morreeeerrrrr!!!” Bob tentava arranjar voluntários, até ele ser reconhecido por militantes do PYTB, Partido YouTube do Brasil, e saiu correndo. Dois gansos quase se afogaram na lama.

As causas do secamento do lago ainda são desconhecidas. Desconhecidas pras nesga deles. Em um phuro de reportagem, explicaremos o que houve. Estava de passagem por São Paulo o advogado e oficial de justiça José Carlos Pimenteira, da 24a. Vara de Marmelo do Rio de Janeiro, conhecido em seu meio como Zeca. “Um dos cobradores mais competentes que eu conheço”, diz o presidente da seccional seccionada da OBA (Ordem dos Bdvogados do Arsil), Dr. Reybert Roy.
Segundo uma testemunha ocular do fato, Zeca observava o panorama do parque, quando exclamou:  “Mas que lago, hein? Eu sempre quis ter um lago assim…”
A nossa equipe tentou entrar em contato com o Dr. José Carlos, para que ele se pronunciasse também à respeito do Domingo Segal, da EmiTV, do Linquin Parque, do Netallica, da Squér-Ênics, da Bispord, do Laérte, da Preta Dickmann e da RIAARGH, mas não tivemos retorno até o fechamento desta edicção. É uma pena. Com imagens de Zé das Wedalhas, Álery Marexandre para a Salt Cover.

Anúncios

Mortícias: Folícia Folicial faz Pegadinha do Mallandro

22 abr

(Lembra da Folícia? Aquela, do Stinky e Cérbero…) *Ram ram* A Televisão Salt Cover pede licença para falar de um assunto que nem foi abordado por nós. E nem precisa: basta dar uma volta pelo deserto do Saara para ficar completamente informado sobre os mínimos detalhes do caso Esabela Yafera, a garota que foi jogada da janela do apartamento sabe-se lá por quem, todos estão falando nisso, e olha que ela nem é participante do Big Bosque Brasil.

Pois é. Agora há pouco, a Folícia disse que iria divulgar os laudos que solucionariam todo o caso. Toda a imprensa estava lá, até a AuTiví, a Canção Velha e a TeleÇur. E quando o mistério iria ser solucionado, o chefe das investigaçães, Coronel Sílvia Desáign afirmou que:
“Cô! Nhe cí! Um capeta em forma de guri! Yeah! Cô! Nhe cí!…”
A imprensa estava boquiaberta. Os repórteres da Rolha de São Paulo cobraram explicações, e elas vieram:
“Gente, pellamordeDeus. Eu não aguento mais. É Esabela pra cá, é Esabela pra lá, p#$%, não dá, né? Que tal mudarmos de assunto, tipo… Alguém aí já assistiu Fhineas & Perb? Puts, eu aprendo muito com essa série…”
A equipe da Gaveta sem Cantil começou a declamar. de forma altissonante, versos de músicas famosas na Internet, também presentes em gritos de torcidas organizadas de futebol. Nesse momento, Coronel Sílvia, diz que vai aproveitar a situação: saca um violão e começa a cantar uma MPB de próprio punho, embora com influências muito fortes de Bachmaninoff, Vetállica e Baldick Çoriano. Os repórteres do Estrago de Sâo Paulo e do Querido Diário começam a aplaudir, ao contrário dos demais, que se retiram – inclusive nossos colegas Rapinha Pastos, do programa Caiga Quien Custar, e Seo Playsson, do Gazeta & Praneta. “É impossívilico continuárico! Esse comediântio é múitio sem grácia!”, disse.
Nossa equipe ainda se encontra de plantão no local, e voltamos à qualquer jumento, ou em nossos trelejornais.