Arquivo | novembro, 2009

Tevê Pama

18 nov

Okay, okay! Veeeeeeeeja! Cantorrra interrrnacional Shady Zurda faz uma lista incrrrrível de exigências para seus shows no Brrrasil!
(Narracção em offf) Pois é, Émerson Ayrton! Shady Zurda é conhecida em todo o mundo pelo seu incriível guarda-roupa (da Eviláine, aquele com 3 centímetros de espessura!) repleto de camisetas da Sulbafril (as mesmas da presidenciável Heloise Helen) e calças jeans da Zepa’s.  E por suas exigências, que sempre surpreendem.
Veja agora as exigências que ela fez para seus shows no Brasil ano que vem, onde ela mostra que… está em sintonia com os novos tempos!

  • 2 fardos de Cola-Coca e 1 de Cola Zero de 2 litros – ou Guaraná Antártida
  • 12 latas de Itaitava a serem geladas no isopor da produção
  • 50 copinhos de plástico de 200 ml
  • 100 coxinhas de frango com catupiri (mas se não tiver catupiri, tudo bem)
  • 50 kibes
  • 40 esfihas de carne e 40 de queijo, do Rabitt’s
  • 8 pastéis de palmito e 8 de calabresa
  • 2 barras de chocolate branco de 180 gramas
  • 1 televisor de 20 polegadas pra galera ver os clipes (a gente traz as fitas e o vídeo)
  • 1 cubo de guitarra de 5 polegadas, transistorizado (equalização com botão de Tone opcional), com 2 entradas
  • 2 microfones chineses com liga-desliga no corpo
  • 1 teclado da Fênix (o dela tá sem pilhas)
  • iluminação: 2 soquetes E40 e 2 lâmpadas mistas (a serem ligadas puxando do semáforo)
  • e por fim, 1 garrafa dessas de iogurte escrito “bebida láctea” pra nossa cantora perder alguns quilinhos antes de entrar no palco (*baseado em flatos reais*)

O produtor brasileiro só está preocupado com as barras de chocolate, item difícilimo de se achar por causa da nova Lei AntiChocolates do governo de São de Janeiro. “Mas o guarda-roupa dela já tem autorização gudissial para ser usado nos shows!” É com vocês!

Pápápá poker fêis! Como se vê, os artistas, aos poucos, começam a se adaptar aos novos tempos da indústria do etetrenimento. Okay, okay! Eu jumento, mas não cimento! Emerson Ayrton para a Salt Coverrrrrrrrrrr!!

Telefonildo, você por aqui?…

6 nov

Nas minhas antigas gravações de vídeo, nos primórdios da TV Salt Cover, inventei um personagem com influências de Maurício de Sousa, possivelmente: o repórter Telefonildo da Silva, que só falava por telefone (mesmo sem necessidade) e nunca aparecia.

Mas, a vida imita a arte – mesmo quando aquelas fitas eram só vistas pelos meus parentes em festas de final de ano.  Atualmente, no SP Record, curiosamente, há um repórter que apresenta diversas notícias, geralmente vindas do exterior ou da Internet… e ele também sempre fala por telefone! O Telefonildo da vida real é o jornalista Mário Augusto.

Pela facilidade de se criar isso, com certeza Telefonildo da Silva estará presente em nossos phuturos telejornais (Jornal Nojo, Jornal da Cover, SP VT, etc…)