Arquivo | agosto, 2008

Eleiçães 2008, a Cover é mais Barril!

25 ago

Barraco Osama, do PW, já definiu sua plataforma: será uma plataforma bem grande e bem resistente, fabricada pelos metalúrgicos da Pensilvânia, que ganham 10 vezes mais que os brasileiros. “E essa plataforma não afunda, companheiros!”. O candidato também tem propostas para construir 27 novos CEUs, 3 novos Infernos e 7 novos Purgatórios (lugar para onde efetivamente vão os cães, embora todos os cães mereçam o CEU). Além de seu maior sucesso, o Purse Family, onde cada família vai poder começar a investir em Wall Street.

Já John McQuem, do PZDB, enumera suas obras: “Povo de Nova Iorque! Eu que fiz a Sunset Boulevard, a Times Square, a Estátua da Liberdade, a Sears Tower, o World Tr… digo, a Space Needle de Seattle, e a Disneylândia começou a serrr feita no meu governo! E comigo é saúde e educação! Arrota na rrrua!!”

É a Salt Cover na cobertura das Eleiçães. Na tela da Internet, no meio desse pover, a gente vai se ver na Cover!

Crrrônicas Esportivas, capítulo 4, versículo 23!

22 ago

Ok, estamos aqui, ao morto da Vila da Folha… não, Vila Olímpica, em Pequiw, tá um sol desgraçado e eu querendo dormirrr, mas vamos em frnete. Vamos lá, com as notícias da Copa!
Maichael Felps venceu o Burundi por 3 gols a zero no segundo set, com um brilhante contra-ataque no revezamento quatro por cem, ontem, no velódromo de bêisebol. Já o Brasil perdeu para o Sacro-Império Romano Germânico por 267 pontos, mas com maior saldo de gols, porém como eles mexeram no motor, levaram cartão vermelho e eles vão largar em 31o. lugar. Diane dos Sanchez, portanto, continua no banco até o GP da Bélgica. E aquele corredor da Jamaica que eu escqueci o nome ganhou as 250 milhas de Indianápolis, por 145 a 132 no tie-break, mesmo cavando aquele pênalti no arremesso de disco. Mas eu não podia deixar de começar este texto sem antes falar dos atletas revelação de hoje: Traís Yuri e Marcelo Aardvärk, que ganhoram o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pela Taça Libertadores da América! Êêêê, América! Eu também estou conformado, como você! Porquê ganhar concurso de cosplay do jeito que eles ganharam, mas é muito mais difícil, muito mais difícil mesmo! Como diria o Tsé do Caixinha em seu novo filme, “Arrependei-vos e crede no Evangelho!” Afinal, a Jerusalém celestial… é logo ali! Agora eu só quero dormir… e lembre-se, em 3 de outrembro vote, o seu voto pode mudar a China! Rip Van Naves para a TV Ecélsior, eu acho!… zzzzzz….
[EDIT: Antecipamos em um ano o principal mote das coberturas esportivas do Zina!…]

Parabéns, Boaradonna, 49½ anos bem vividos!!

20 ago

Okay, okay! Poucas pessoas podem encher a boca para dizer “eu tenho 49½ anos” quanto Boaradonna, que comparada com outras estrelas da atualidade (que nasceram quando ela já era famosa), está um pitéu!
E em gratidão a este país que tanto baixou seus MP5, MP6 e MP7, Boaradonna estará vindo ao Brasil fazer shows no Pacaembu e em São Januário, no final do ano, além de dar uma canja no intervalo da final do Brasileirão. Seu produtor está arranjando os hinos dos times, e ela promete cantar os hinos dos dois times que estiverem jogando! É esperar pra ver!
O show será o da turnê “Speedy Stick Tour”, patrocinada por um desodorante, mas é claro que os sucessos de Boaradonna não ficarão de fora, principalmente Lικε ą Ρłaчєг 12″ Vєгѕιοп, seu maior sucesso até hoje.
“É como Margarida de Nagasaki para Mey Natogrosso, ou Gata de Paranapanema para Rojão Gilbertson”, diz a cantora, que, de ótimo humor, atendeu a nossa reportagem que ligou na casa dela as 3 da manhã, à cobrar. “Ou ainda Peelings, de Maurício Alberto. Tem músicas que, se a gente não cantar, a platéia sai acompanhando o playback…” O marido da cantora, o personal trainer Gugu Santos, também vem ao Brasil. “Foi um pedido oficial dos patrocinadores, ela não faz seus melhores shows com eu e a Maria de Lurdes longe, sabe…”,
A Salt Cover está disputando com a BBS de Londres e com a TV Asahí de Frango do Japão a transmissão dos shows brasileiros, em alta indefinição e sem Macrovísion. “Vai ser um show de imagens. Se bem que o Vaticano vetou algumas delas… Mas a Boaradonna é show até mesmo com duas filmadoras VHS com defeito!”, diz Bonão, da TV Salt Cover. “O telespectador vai vibrar e se emocionar como nunca!”
É isso aírrr! Okay okay, eu invento, mas não aumento! Emerrrrson Ayrton para a Salt Coverrrr!!!

The Bay lost that lovin’ feeling… whoops, sorry, Doryval Caími

18 ago

O Brasil perde um de seus maiores gênios musicais: Doryval Caími, autor de canções que, mesmo com mais de 60 anos, ainda não entraram em domínio público saíram da cabeça do Brasil. O povo canta os versos de cabeça, como se tivessem saído de algum livro sagrado, ou de algum episódio de Poquemòn, por exemplo…
Eu vou no shopping, Samantha, eu vou/ Vou de pisante importado, é claro que eu vou/ Celular incrementado, eu vou/ E vou jantar Bigue Méque eu vou/ Eu vôo/ E se eu não fôr é porquê/ o vôo/ foi interrompido pelo overbooking…
– Omar… Quando quebra na praia… Chama o guincho…
– Chalalá, head, chalalá mυsic play / Do whaτ ţhε mυsic say /Yoυ wanпa… kιss the giгl…
– Mão na mão! Pé com pé! Bate a cabeça/ Já sabe o que é / É o гock do Roпald… Roпald Rεagaп
– Erê erê, ererêrererê… /
Erê erê, ererêrererê… / Erê erê, ererêrererê…
– Umbrela, ela, ela, ela, ê, ê, ê, ê…
– Ao sol que arde em ItapoãAAAI…
– Não tenho nada/ Mas tenho, tenho tudo/ Sou rico em sonhos/ E pobre, pobre em ouro…

– Larará, larará rará rará lá… Larará, larará lará lará… RI MAIN!!
– Talvez eu seja/ simplesmente/ como um chine/lo /ve/ lho, mas se ainda você me quiser…
– Шћat a ƒεєliпg…
Stalkiп’ iп the shadows by thє light of the mooп/ It’s likє a prisoп and thє пight is a cєll/ Goiп’ aпywhere has gotta bє heavєп tonight/ ‘Cause stayiп’ herє has gotta bє hєll…
Meeeeeмoгy…
Galopeeeeeeeee(…)eeeeeeeeeee(…)eeeeiraaaaaaaa….
Ah! Ah! Ah! Ah! Ѕтaчιпg alive! Ѕтaчιпg alινє!… Ah! Ah! Ah! Ah! Ѕтaчιпg alive! Ѕтaчιпg alινє!…

Vamos agora aos depoimentos sobre a partida, que terminou em 0x0 no tempo regulamentar e em 7×6 nos pênaltis.
Johnny Gilbert, criador da New Bosse: “Puts!”
Puts que Tosco Girl, do Iú Túbio: “Ei, essa fala é minha!”
Lengalenga, líder da banda Lonely Tunes, que contracenou no cinema com Carmina Miranda, para quem Caími compôs várias músicas: “O que é que há, jovem?…”
DJ Avan, cantor: “E nésse abismo que rédime/ Me apaixonei, sem fingir-me/ E ao cair, aqui Caími… Ademã.”
Jerry Jobín, co-criador da New Bosse: “…”
Doutor Roberto, da Desciclomedia Foundation: “Ei, essa fala é minha!”
Dlalma George, radialista georgiano: “Amigo-lhes… Morrrreu-se-lhes. Os Doryval, ténica!”
Sylvio Guarujá, lenda viva da televisão: “Um garoto que tinha muito talento. Inclusive, já cantou no Shou de Calombos, e levou nota 10 da Almacy de Areida!”
Anaquin Escaiuálquer: “Doryvai… Eu sou seu pai!”
Solanje Trazão, personal trem: “Está aí a prova, gente! A falta de atividade física mata! Doryval Caímmi morreu!!!”
Didee Mocó Colesteral Sonrisel Novalgina Mofungo: “Ih! O véio dançou!”
Adamo Salvaje,  dos Mits dos Bâsters: “Uma perda irreparável para a música brasileira, assim como Berri Wháite e Jêimis Bráun.”

Uma informação surpreendente é que, na verdade, segundo seus philhos, Doritos, Nárnia e Danilo Gentilli Caímmi, Doryval faleceu em 1980, mas ao contrário de Dersy Gonsalves, que se fué de repente, ele resolveu morrer aos poucos, em sua velocidade peculiar, sem que ninguém notasse. Até nisso ele foi sensacional, morda-se de inveja, Dêivid Blêine! O Brasil ainda se lembrará com saudades de Doryval Caímmi durante muitos anos. Mesmo.

Okey, okey! Vagnerrrrr Moita se irrrrrita com rrrrrepórterrrres!! Vejaaa!!

15 ago

O actor Vagner Moita parece estar sophrendo da síndrome de Nei Latorrada: está se fundindo ao seu personagem. E embora Latorrada não morda pescoços, nem agrida as pessoas sem tocá-las, Vagner estaria se phundindo ao Capitão Valdvôgel, do filme Trapa de Celite. Veja as imagemmss!! É com você, D’Atena!
*imagens em câmera lenta, com a música-tema de “A Lista de Schindler” ou um daqueles BGMs que eles usavam pro João Kleber*
Aí… Aí você pode verrr… Vagnerr puxa o ombrro esquerrrdo… depois dá uma meia lua pra frente e triânguloo… e soltou um Radúquem!! Que pegou na câmera! Bátcha… As imagens seguem deitadas… co-corta pro helicóptero! Ok, agora notamos que o repórter tenta escapar e é impedido por um Trac-Trac-Trúgen, que ricocheteia na jornalista da Revista Tapas, que vergonha… e pega no lustre da casa de shows! A pancadaria prossegue… Shoriúquem nela, também conhecido como a comemoração do Pelé! Corta pra grua 3! Isso! Tá dormindo, rapaz? O repórter se enfeza e tenta soltar uma… que qué isso, Fireflower? Não deu, ele é atingido por um soco baixo e perde o cogumelo. Isso é uma brincadeira, rapaz, Fireflower não é páreo pra Radúquem! ‘Cabou! Acabou o tempo! Vagner, Wins! Fatality!
– Assim não pode, assim não dá! Eu invento, mas não aumento! Emerson Ayrrrrton para a Salt Coverrrrrrr!!

ORLIMPIÁDAAAAASSSZSZS 200008!! A Coverrrr é mais Brassíwwww!!!

13 ago

E atenção para o nosso moderníssimo Quadro de Medalhas de Última Geração!
Esse não dá GPF, só Syntax Error! Aperta SELECT e direcional pra cima e pega o cogumelo verde!

UÁÀÀÀÀÀÀ!!! A Olimpíada é nossa, com brasileiro, não há quem possa… O Brrrrrasil está arrrrrrepiando! Rrrrasgando a rrrretaa!! Ô lê lê, ô la lá, espere um pouquinho, vamos faturar! Felipe, felipe, Felipe Massa do Brasiuuuuuu!!! É HÉCSAAAAAAAAAA!!!!
Coverrr, a gente se vê por aí!!! (E enquanto você lê este texto, Michael Phelps está ganhando mais 3 medalhas de ouro.)

Albertura das Orlimpíadas: sucesso total

8 ago

Beeem amigos da Salt Cover! Mais uma vez, a Csina mostra que a democracia não é tão importante assim quanto o nosso pequeno Brasil imaginava. Uma abertura sensacional. O estádio foi abaixo com os rojões doze por um de artifício, e com a pirâmide sendo cortada em fatias por um arco-íris que saía sei lá de onde. Fora a participação especial do ex-atleta e jornalista aposentado Clarque Quente, que acendeu o píres olímpico dando uma puladinha até o mesmo, uma inversão do conceito da pira de Barcelona. Sensacional, Brasil. Agora, fica a torcida para que Londres (que não vai passar na Cover, e a gente já está pensando no que vai fazer) faça um negócio meia-boca pra caramba e para que o nosso Brasilsilsil prove ao mundo que poder eleger seus representantes faz alguma diferença! Coverrr, a gente se vê por aqui!

Realizamos o sonho do Brasil e mandamos o Galpão Bueiro pra China!!

6 ago

BEEEEEM amigos da Salt Cover! Falamos ao vivo e em definitivo, direto da China… Aquela que bem disse Ronald Reagan: “A China é um grande país, habitado porr milhões de chineses!” A China do macarrão, da seda, da porrrcelana, dos fogos de artifício, do pastel, e do caldo de cana! E do bambu, Sylvio! Além de ser onde foi feito aquele conjunto de cristal alemão que você comprou pra patroa, éééé…. E a torcida canta: “E Marco Polo, viu Kublai Kan, que era o rei da China, conheceu Gengis Khan…” E agora, o sooomm do OLODOOM!!! O quê, eles ainda estão dormindo?? Ahh, deixa pra lá, voltamos já. Cover, a gente se vê por aí! Beijing, beijing, xiao-xiao!

Perfil: Boni Tyler, o Bonão

5 ago

Nome: José Boneyfácio Tyler Tio, Superintendente de Operações da Televisão Salt Cover dos Santos.
Idade: Está demitido!
Brincadeirinha! Quando você começou a trabalhar com televisão? Fui cabo-man da, se não me engano, câmera 3 que mostrou a invasão das tropas aliadas na Normandia, uma brilhante transmissão com narração do saudoso Calvin de Andrade!
Como você se tornou diretor? Pois é, passei pela operação de câmera e iluminação. Depois eu passei a ser operador de switcher, e dei uma sorte desgraçada, de ser selecionado para o Show do Tim, com Tim Maya, e ele próprio dirigia o programa. Aí, teve uma das muitas vezes em que ele não apareceu, e eu acabei assumindo a direção. Mas eu não me considero diretor, diretores há melhores do que eu.
Qual foi o primeiro programa de TV criado por você que foi pro ar? Muitos não sabem, mas foi o Trisney-Lândia. Valter Trisney Jr. detestava televisão, eu o convenci a migrar para essa mídia. Foi o primeiro programa de TV deles em todo o mundo e até hoje é considerado um dos melhores, por causa das fantasias dos personagens, feitas pelo Cordovil.
Uma história ferrada de curiosa, daquelas que ninguém sabe. O Aloprando, aquele programa que tem uma roleta e um painel, foi inspirado na minha bicicleta, quando eu troquei o pneu de trás. Vai dizer que não parece?…
É verdade que você que inventou alguns dos títulos de novelas? Sim! Está aí o grande sucesso das 19 horas (Em Brasília, 19 horas, tam tamm tananam tammm…) Um Porco a Mais. Todo o Brasil, exceto a colônia judaica, canta aquela música até hoje (“Que pra vocês/ Um porco a mais não faz mal…”)
Você tem projetos? Ix, vários. Se a Recorte não pular na frente, queremos fazer a primeira novela espacial, com extraterrestres e tudo o mais.
Mas já não tem alguma coisa assim, passando por aí? Não… Extraterrestres são mais legais, tem poderes esquisitos, não se pautam pelas leis da física, vai ser legal bagará. Outro projeto que eu estou tocando pessoalmente é uma novela protagonizada por músicos de verdade, que cantarão músicas de verdade e venderão discos de verdade!! E depois falam que aquele videogame Guitarreiro é a salvação da indústria pho(r)nográphica! Esperem e verão! E estamos negociando com o Mauríssel da Silva pra gente fazer a primeira novela onde todo mundo já conhece os personagens de cor, a novela Turma da Wônica, com Marjori Aqueleano como Wônica e Cérjo Rôndiacoff como Sebolinha! Essa vai ser um marco na história da TV!
Como a Salt Cover está se preparando para a TV de alta definição? Não há que ter pressa, rapaz. Já temos câmeras de alta definição: as TKs de 3 tubos Plumbicon! É só ligar elas direito, sem dB, com sinal componente YUV, e fica uma maravilha de definição…
Encerrando, um recado para os seus telespectouvintes. Viva a televisão brasileira! A televisão é a televisão, porquê… hã… porquê senão, ela seria um três-em-um! E lembre-se: desligue a televisão e vá ler um livro, mas se for Erre Póter ou Saulo Koelho, volte a ligar a televisão! Obrigated.
Obrigado pela entrevista. Danilo Hood, para o Qaiga Cien Qustar!

Ex-Porte: Walderez Benelux e Vaudeville se estranham em campo

2 ago

(música de fundo: Pápapá pa pá papá…)
O técnico do Pederneiras, Walderez Benelux, não concordou com o posicionamento do meia salvadorenho Vaudeville em campo, durante a partida (composição de Mário Lúcio de Freitas e Marcelo Gastaldi, cantada pelo conjunto Os Iguais) e ambos partiram para as vias de fato – aquelas, na borda do campo, que quando não tem futebol, usam pra treinar o pessoal do atletismo. Cronistas esportivos narraram o fato ao vivo para algumas rádios. Jô Arez Soares exclamava no microfone da Peter Pan: “Parece que eles nem são do mesmo time! Beijo do gordo, UÔU!”  Vaudeville sofreu apenas pequenos danos, como a perda da metade direita do tórax e da perna esquerda, da rótula pra baixo. O que não o impediu de ser hostilizado pela torcida do Palmares, que aplaudia Benelux, que saía em direção ao vestiário dizendo “Al, Al, Al, Benelux é animal“, fazendo referência aos tempos de atleta do treinador pretiverde.
Todos os repórteres, como é de praxe em assuntos que nos deixam embasbacasacaçados, foram atrás da opinião de especialistas. Veja, ou ouça, sei lá, a repercussão deste caso:

Michael Serdon, Torcida Lancha Verde: “Eu também achei estranho quando o Guitarra saiu do nosso maior rival e vestiu a camisa do glorioso da Rua Javali. A gente estranha, mas depois acostuma. Se bem que eu não me acostumaria se a diretoria trouxesse o Warselinho Capixaba…”
Angel Hill, ex-piloto de Phórmula ½:
“(risos) Desculpe, eu preciso pri-hi-hi-meiro me acalmar (risos histéricos, repórter desiste)”
Muja Barruá, ex-estrela da novela das oito
: “AhrraRRrrrRrrr!!” *repórter sai arranhado e leva 12 pontos no braço*
Nilton Meves, jornalista e plubliclitlário:
“‘Posfalarr não, senão o Benelux NUNNNCAMAIS vem no meu programa, num oferecimento de Pilhas Vulcabrás, o ponto mais alto em café, fabricadas na minha querida Santa Rissa do Pata Quatro!”
Paulo Tertúlio Jr., Orange Laranja Choppers, Estados Unidos:
“Vimos pela TV a cabo, aí veio o pai e o Zike me sacanear, eles falavam:’ Tá vendo, seu moleque, cê ainda tem muito o que aprender, é assim que se briga, ó!’ Acho que esse… como ele se chama? Beneluz, tem um grande futuro. Na VVF! Ah, em breve estaremos aí no Brasil de novo, viu? Estamos fazendo uma moto que se parece com o Edifício Cinderela, de Higienópolis!…”
Luís Inácio Vanesso, jornalista esportivo:
“Assim como você, eu também estou indignado. Apanhar, do jeito que ele apanhou? Mas é muito mais difícil. Mas é muito mais difícil mesmo! Mas agora, temos que reverenciar… ele, o campeão! ÊÊÊÊÊÊ, Benelux!! Afinal, Benelux… é logo ali.”
La Niña: “Merrrmão!! Saiam dessa! Vamos todos juntos viver em paizzzzzzzz!! Antes que a torcida taque sete predrinhass!!” (Repórter procura lembrar que o microfone do gravador é muito sensível e de excelente qualidade, mas parece que não adiantou nada…)
Groucho Teves, ex-ídolo do maior rival: “La pregunta?…”
Valdisney Ricardo, do site Cargas.co.kr: “Tô vendo que temos mais 20 anos de animações por aí…”
Bem, como vocês viram, é mais ou menos isso aí. Mauro Naves Espaciais, para a Salt Cover!

Em solidariedade ao Blog do Paulinho